Residência Pedagógica no contexto do avanço das Reformas Neoliberais para a educação

Autores

  • Claudia Lúcia Costa UFCAT

DOI:

https://doi.org/10.62516/terra_livre.2023.3191

Palavras-chave:

Residência Pedagógica, Geografia, Políticas Educacionais, Neoliberalismo, Formação Inicial

Resumo

O artigo aborda o avanço das políticas neoliberais para a educação no Brasil, o aprofundamento do desmonte da educação pública, especialmente dos cursos de Licenciaturas das universidades públicas no país, num recorte temporal de 2016 a 2022. O objetivo é situar o Programa de Formação Inicial Residência Pedagógica no contexto dessas reformas neoliberais, apontando os limites e as perspectivas desse Programa para a formação de professores. A pesquisa é qualitativa, pautada tanto na pesquisa documental e bibliográfica sobre o tema. Harvey (2008) e Antunes (2018) embasam o entendimento sobre o neoliberalismo, Saviani (2010); Mendonça e Fialho (2020) e Straforini (2018) abordam as discussões sobre a educação pública frente as contrarreformas neoliberais. Os resultados revelam os limites e perspectivas para a formação crítica de professores na atualidade rumo a uma educação popular.

Referências

ANTUNES, R. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018.

BARRETTO, Elba Siqueira de Sá. Políticas de formação docente para a educação básica no Brasil: embates contemporâneos. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v. 20, n. 62, jul./set. 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782015206207

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 10 set. 2023.

BRASIL. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 26 jun. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria CAPES no 38, de 28 de fevereiro de 2018. Institui o Programa de Residência Pedagógica. Diário Oficial da União, Brasília, 1 mar. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Edital CAPES no 06/2018. Programa de residência pedagógica. Brasília, 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Edital CAPES no 02/2020. Programa de residência pedagógica. Brasília, 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Proposta para Base Nacional Comum da Formação de Professores da Educação Básica. Brasília, 2018.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e as bases da educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996.

DUTRA, N. L. L.; BRISOLLA, L. S. Impactos e rupturas na educação superior brasileira após a Emenda Constitucional 95/2016: o caso dos institutos federais. FINEDUCA. Revista de Financiamento da Educação, Porto Alegre, v. 10, n. 7, 2020. DOI: https://doi.org/10.22491/fineduca-2236-5907-v10-79581

FALEIROS, Lucas Mellini. A Formação de Professores no Contexto da Sociedade Neoliberal. Revista Triângulo, Uberaba, MG, v. 15, n. 1, p. 47-58, jan./abr. 2022. DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v15i1.5872

GONDIM, Fernanda de Souza. Análise do Programa de Residência Pedagógica a partir da Pedagogia Histórico-Crítica. Dissertação (Mestrado Acadêmico Campus de Foz do Iguaçu). Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Centro de Educação, Programa de Pós-Graduação em Ensino, 2021.

HARVEY, David. O neoliberalismo: história e implicações. São Paulo: Ed. Loyola, 2008.

MENDONÇA, S.; FIALHO, V. C. G. Reforma do Ensino Médio: velhos problemas e novas alterações. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, SP, v. 25, 2020. DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v25e2020a4626

PIRES, M. de A.; CARDOSO, L. de R. BNC para formação docente: um avanço às políticas neoliberais de currículo. Série-Estudos, Campo Grande, MS, v. 25, n. 55, p. 73-93, set./dez. 2020.

SAVIANI. D. educação escolar, currículo e sociedade: o problema da Base Nacional Comum Curricular. In: MALANCHEN, J.; MATOS, N. da S. D. de; ORSO, P. J. (org.). A pedagogia histórico-crítica, as políticas educacionais e a Base Nacional Comum Curricular. Campinas, SP: Autores Associados, 2020.

SILVA, Katia Augusta C. P. da; CRUZ, Shirleide P. A Residência Pedagógica na formação de professores: história, hegemonia e resistências. Momento: diálogos em educação, Rio Grande, RS, v. 27, n. 2, p. 227-247, maio/ago. 2018. DOI: https://doi.org/10.14295/momento.v27i2.8062

STRAFORINI, R. O Ensino de Geografia como Prática Espacial de Significação. Estudos Avançados, São Paulo, v. 32, p. 175-195, 2018. DOI: https://doi.org/10.5935/0103-4014.20180037

Downloads

Publicado

2024-02-23

Como Citar

COSTA, C. L. Residência Pedagógica no contexto do avanço das Reformas Neoliberais para a educação. Terra Livre, [S. l.], v. 1, n. 60, p. 187–208, 2024. DOI: 10.62516/terra_livre.2023.3191. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/terralivre/article/view/3191. Acesso em: 17 abr. 2024.