Jovens cotistas e espaço

a juventude como direito

Autores

  • Aline de Vieira Souza Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.62516/terra_livre.2023.3122

Palavras-chave:

Jovem, Juventude, Espaço, Política de Cotas

Resumo

Este artigo é produto da nossa pesquisa de mestrado intitulada “Jovens Cotistas e Cidade - tecendo novas espacialidades a partir do ingresso na UFJF” que contou com o financiamento da CAPES. Utilizando de revisão bibliográfica, aplicação de questionários online e entrevistas semiestruturadas, buscamos entender como o ingresso na universidade a partir da política de cotas irá se desdobrar em novas relações socioespaciais e novas possibilidades de experimentação da própria condição juvenil dos sujeitos. Para isso, dividimos o texto em duas partes, na primeira trabalhamos centralmente as categorias jovem e juventude em sua relação imbricada com o espaço, o que nos possibilita a abordagem da dimensão espacial da experiência universitária desses sujeitos. Na segunda parte olhamos para as falas dos jovens a partir do entendimento da juventude como direito, procurando entender os impactos da política de cotas na experimentação de suas juventudes. 

Referências

ANDRADE. S dos S., MEYER D. E. Juventudes, moratória social e gênero: flutuações identitárias e(m) histórias narradas. In: Educar em Revista, Edição Especial n. 1, Editora UFPR, Curitiba, 2014, p. 85-99 DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.36463

BOLESINA, I. GERVASONI, T. A. O direito fundamental à igualdade e o princípio da solidariedade como fundamento constitucional para as ações afirmativas. In: Revista Brasileira de Direitos e Garantias Fundamentais, v.2, n.1, Jan/Jun, 2016. DOI: https://doi.org/10.26668/2525-9849/Index_Law_Journals/2016.v2i1.1050

BRASIL, Presidência da República. Lei n° 12.711, de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Brasília: DF, 2012.

BRENNER, A. et al. Juventude Brasileira: Culturas do Lazer e do Tempo Livre. In: Brasil. Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. Um olhar sobre o jovem no Brasil / Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz.– Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2008.

CATANI, A. M.; GILIOLI, R. de S. P. Culturas juvenis: múltiplos olhares. São Paulo: Ed. Unesp, 2008

CASSAB, C. Refazendo percursos: considerações acerca das categorias jovem e juventude no Brasil. In: Perspectiva: Publicação da Universidade Regional do Alto Uruguai e das Missões, Erechim, v. 34, n. 128, p. 39-51, dez. 2010

CAVALCANTI. L. de S. Olhar Geográfico em Formação: jovens estudantes de geografia e desafios urbanos concretos. In: PAULA, F. M. et al (org). Os jovens e suas espacialidades. Goiânia: Ed. Espaço Acadêmico, 2016

DAYRELL, J.. O jovem como sujeito social. In: O. Fávero, M. Sposito, P. Carrano, & R. Novaes (Orgs.), Juventude e contemporaneidade. Brasília: UNESCO; MEC; Anped, 2007

FORACCHI, M. M. A juventude na sociedade moderna. 2ª ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2018

GROPPO, L. A. Introdução à sociologia da juventude. Jundiaí: Paco Editorial, 2017

__________. O Funcionalismo e a tese da Moratória Social na análise das rebeldias juvenis. In: Revista Estudos de Sociologia, Araraquara, v.14, n.26, p.37-50, 2009

__________. Teorias críticas da juventude: geração, moratória social e subculturas juvenis. In: Em Tese, Florianópolis, v. 12, n. 1, jan./jul., 2015 DOI: https://doi.org/10.5007/1806-5023.2015v12n1p4

LEFEBVRE, H. A produção do espaço. Trad. Doralice Barros Pereira e Sérgio Martins. Primeira versão, 2006

MASSEY, D. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008

MARGULIS, M.; URRESTI, M. “La juventud es más que una palabra”. In: Margulis, M. (org.). La juventud es Más Que una Palabra. Buenos Aires: Biblos, 1996, p. 25

PAIS, J. M. A construção sociológica da juventude - alguns contributos. In: Análise Social. Vo. XXV, 1990. p. 139-165

Downloads

Publicado

2024-02-23

Como Citar

DE VIEIRA SOUZA, A. Jovens cotistas e espaço: a juventude como direito. Terra Livre, [S. l.], v. 1, n. 60, p. 237–276, 2024. DOI: 10.62516/terra_livre.2023.3122. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/terralivre/article/view/3122. Acesso em: 17 abr. 2024.