Geografia do colapso: Crise e desestruturação produtiva na realidade metropolitana do Rio de Janeiro

Autores

  • Leandro Dias de Oliveira UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

Resumo

A Região Metropolitana do Rio de Janeiro assistiu, nos últimos anos, a implementação de novos empreendimentos do ramo industrial e logístico, num processo consolidação econômica de suas “fronteiras”. No decorrer deste processo, as bordas metropolitanas do Rio de Janeiro se firmaram como área de expansão, influência e, por que não, como polo de propagação política, econômica, social, cultural e ambiental da própria metrópole. Todavia, em tempos de ruptura política e crise espraiada, há um verdadeiro colapso econômico e social das cidades da borda metropolitana. O desmantelamento do COMPERJ – Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro, a diminuição da intensidade das atividades portuárias em Itaguaí e a subutilização do Arco Rodoviário Metropolitano do Rio de Janeiro são exemplos importantes da derrocada produtiva em curso.

Biografia do Autor

Leandro Dias de Oliveira, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

Doutor em Geografia pela Unicamp, Mestre e Licenciado em Geografia pela UERJ

Professor do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Downloads

Publicado

2019-01-04

Como Citar

OLIVEIRA, L. D. de. Geografia do colapso: Crise e desestruturação produtiva na realidade metropolitana do Rio de Janeiro. Terra Livre, [S. l.], v. 1, n. 50, p. 131–158, 2019. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/terralivre/article/view/1448. Acesso em: 3 fev. 2023.