Análise da participação da atividade turística na produção do espaço dos assentamentos Campina e Canaã (Mato Grosso do Sul - Brasil)

Autores

  • Isis Rodrigues Reitman
  • Edvaldo César Moretti
  • Ângelo Franco do N. Ribeiro

Resumo

O presente trabalho, fruto de reflexões e debates do grupo de pesquisa Território e Ambiente (GTA), da Universidade Federal da Grande Dourados, busca compreender e analisar o desenvolvimento da atividade turística nos assentamentos Campina e Canaã, na zona de amortecimento do Parque Nacional da Serra da Bodoquena. Nessa perspectiva, sendo o turismo uma fonte alternativa de renda e motor de produção e reprodução local, tentou-se compreender o significado político da construção deste espaço social, bem como o discurso ideológico de preservação e conservação a ele vinculado. Procurou-se, igualmente, identificar e analisar as estratégias e os arranjos que o capital incorpora em sua lógica, sempre com o intuito de se apropriar desta área conflituosa, que entrelaça diferentes formas e significações do espaço vivido, seja no plano da conservação, seja no plano turístico. Por fim, foi abordado, neste contexto, o problema do descaso do poder público em relação às práticas de sustentabilidade nos assentamentos, relegadas mediante a atenção dada aos grandes empreendimentos turísticos.

Downloads

Publicado

2016-02-08

Como Citar

REITMAN, I. R.; MORETTI, E. C.; RIBEIRO, Ângelo F. do N. Análise da participação da atividade turística na produção do espaço dos assentamentos Campina e Canaã (Mato Grosso do Sul - Brasil). Terra Livre, [S. l.], v. 2, n. 41, p. 191–218, 2016. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/terralivre/article/view/574. Acesso em: 19 jul. 2024.