TERRITÓRIO E AGRICULTURA ORGÂNICA EM MATO GROSSO DO SUL: QUANDO O PASSADO ENSINA O FUTURO.

Autores

  • SILVANA APARECIDA LUCATO Moretti
  • MARIA GERALDA DE ALMEIDA Professora Orientadora do Programa de Pós-Graduação em Geografia do IESA/UFG.

Resumo

O trabalho realizado por pequenos produtores na produção de alimentos orgânicos no Território Rural da Grande Dourados , no Mato Grosso do Sul, constitui um processo de resistência ao domínio da produção agrícola de commodities. A opção pela produção de produtos orgânicos em área dominada pela pilhagem da água e do solo, para a produção em grande escala, constitui o novo na produção territorial. Os conflitos se estabelecem no lugar, com o domínio da globalidade que define a normatização das formas de produção e comercialização para os produtores orgânicos. Neste conflito invisível esses produtores constroem identidade baseada na solidariedade e na sustentabilidade social.

Biografia do Autor

SILVANA APARECIDA LUCATO Moretti

Doutoranda do curso de Pós-
Graduação em Geografia do IESA /
UFG. Bolsista/ CAPES. Docente da
Universidade Estadual do Mato
Grosso do Sul.

Downloads

Publicado

2015-08-13

Como Citar

MORETTI, S. A. L.; DE ALMEIDA, M. G. TERRITÓRIO E AGRICULTURA ORGÂNICA EM MATO GROSSO DO SUL: QUANDO O PASSADO ENSINA O FUTURO. Terra Livre, [S. l.], v. 2, n. 33, 2015. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/terralivre/article/view/297. Acesso em: 16 jul. 2024.