Associações e Cooperativas de Catadores e Catadoras

uma estratégia para “seguir em frente” e seus efeitos segundo a percepção de líderes catadores na microrregião de Toledo, Paraná

Autores

Palavras-chave:

catadores de materiais recicláveis, resíduos sólidos urbanos, reciclagem de resíduos, desenvolvimento pessoal, trabalho informal

Resumo

O catador é um trabalhador do lixo, um proletário que busca na estratégia de organização coletiva (em associações e cooperativas) uma forma de “seguir em frente” e superar as precárias condições de trabalho e vida. Nesse contexto, pergunta-se: quais são os efeitos da participação nessas organizações e das atividades de capacitação? Esses efeitos ultrapassam o ambiente laboral? Esta pesquisa analisou entrevistas realizadas com líderes catadores e catadoras da microrregião de Toledo, Paraná, buscando informações sobre as organizações coletivas, as capacitações e seus efeitos entre os catadores. Observou-se que os efeitos são amplamente positivos: resultam em melhores condições de trabalho e renda, além de transformações individuais que ultrapassam o ambiente laboral, chegam ao lar e transformam a imagem social dos catadores.

Biografia do Autor

Tainara Ianka Maas, Secretaria de Educação do Estado do Mato Grosso

Professora da Secretaria de Educação do Estado do Mato Grosso. Mestre e Licenciada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Campus de Mal. Cândido Rondon. 

Fábio de Oliveira Neves, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Professor Associado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Atua no Programa de Pós-graduação em Geografia e no Curso de Graduação em Geografia do Campus de Mal. Cândido Rondon. É doutor em Geografia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com bolsa CAPES de estágio sanduíche no UMR Espaces et Sociétés na Université de Rennes II, França. É membro do Grupo Multidisciplinar de Estudos Ambientais (GEA) da Unioeste. 

Referências

ANCAT, Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Reicláveis; PRAGMA, Instituto. Anuário da Reciclagem 2021. Intituto Pragma; ANCAT, 2021.

BARRETO, R. DE O.; PAULA, A. P. P. “Rio da Vida Coletivo”: Empoderamento, emancipação e práxis. Revista de Administracao Publica, v. 48, n. 1, p. 111–130, 2013.

BERNARDES, V. S. Experiência do cooperativismo e o empoderamento dos associados da Cooperativa Ambiente – Vila Estrutural (Brasília, Distrito Federal). 2018. Dissertação (mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2018.

BOSI, A. de P. História dos catadores no Brasil. São Paulo: Verona, 2016.

BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Diário Ofcial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 139, n. 8, p. 1-74, 11 jan. 2002. PL 634/1975.

CALDERONI, S. Os bilhões perdidos no lixo. 6. ed. São Paulo: Humanitas, 2011.

CARDOSO, U. C. Associação. Brasília, DF: Sebrae, 2014.

COSTA, A.G. Gestão de resíduos sólidos e a integração de catadores em cidades pequenas: os casos de Assis Chateaubriand e Palotina, PR. 2017. 115 f. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós Graduação em Geografia (Marechal Cândido Rondon), Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, 2017.

COSTA, A. G.; NEVES, F. O. A inclusão de catadores na gestão de resíduos sólidos nos municípios paranaenses de Assis Chateaubriand e Palotina. Revista de Geografia, Recife, v. 38, n. 2, p. 378 – 395, 2021.

DURAND, M.; NEVES, F. O. A integração dos catadores latino-americanos na gestão pública de resíduos sólidos: solução ou criação de uma nova margem? Geografia em questão, Marechal Cândido Rondon, v. 14, n. 2, p. 165-184, 2021.

KLEBA, M. E.; WENDAUSEN, A. Empoderamento: Processo de fortalecimento dos sujeitos nos espaços de participação social e democratização política. Saude e Sociedade, v. 18, n. 4, p. 733–743, 2009.

IPEA, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Diagnóstico Sobre Catadores de Resíduos Sólidos: Relatório de pesquisa 2012. Disponível em: http://www.silvaporto.com.br/admin/downloads/CATADORES_BRASIL_IPEA_2012.p df. Acesso em: 05 de maio de 2021.

ITAIPU. Cultivando Água Boa. Página da Web, 2021. Disponivel em: <https://www.itaipu.gov.br/54>. Acesso em 29 de julho de 2021.

_____. Coleta Solidária. Página da Web, 2019. Disponível em: <http://www.itaipu.gov.br/respo/balan_2004/colet.htm>. Acesso em 29 de julho de 2021.

JESUS, C. M. de. Quarto de despejo: diário de uma favelada. 10ª Ed. São Paulo: Ática, 2014.

MARINHO, P. A. S.; GONÇALVES, H. S. Práticas de empoderamento feminino na América Latina. Revista de Estudios Sociales, n. 56, p. 80–90, abr./jun. 2016.

MARTINS, C. H. B. Trabalhadores na reciclagem do lixo: dinâmicas econômicas, socioambientais e políticas na perspectiva de empoderamento. 2003. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2003.

NEVES, F. O. Valorização dos resíduos sólidos urbanos e a participação de catadores em Toledo/PR. Perspectiva Geográfica, Marechal Cândido Rondon, v. 7, n.8, s.p., 2012. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/pgeografica/issue/view/553. Acesso em 30 de junho de 2021.

_____. Gestão pública de resíduos sólidos urbanos: problemática e práticas de gestão no Oeste Paranaense. 2013. Tese (Doutorado). Programa de Pós-graduação em Geografia, Universidade Federal do Paraná, 2013.

_____. Gestão dos resíduos sólidos urbanos na Bacia do Paraná III: elementos para uma agenda de pesquisas. Revista RAE’GA, Curitiba, v. 38, p. 169-194, Dez/2016.

NOZOE, N. H.; BIANCHI, A. M.; RONDET, A. C. A. A nova classificação brasileira de ocupações: anotações de uma pesquisa empírica. São Paulo em Perspectiva. São Paulo, vol. 17, n. 3-4, p. 234-246, Jul-Dez/2003.

RODRÍGUEZ, C. À procura de alternativas econômicas em tempos de globalização: o caso das cooperativas de recicladores de lixo na Colômbia. In: SANTOS, B, de S. (Org.). Produzir para viver: os caminhos da produção não capitalista. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012. p. 329-367.

Downloads

Publicado

2023-08-02

Como Citar

MAAS, T. I.; DE OLIVEIRA NEVES, F. Associações e Cooperativas de Catadores e Catadoras: uma estratégia para “seguir em frente” e seus efeitos segundo a percepção de líderes catadores na microrregião de Toledo, Paraná. Terra Livre, [S. l.], v. 2, n. 59, p. 544–591, 2023. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/terralivre/article/view/2868. Acesso em: 21 abr. 2024.

Dados de financiamento