A CLIMATOLOGIA PRODUZIDA NO INTERIOR DA CIÊNCIA GEOGRÁFICA BRASILEIRA: UMA ANÁLISE DE TESES E DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS EM PROGRAMAS DE PÓSGRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

Autores

  • DEISE FABIANA ELY Professora Doutora do Departamento de Geociências da Universidade Estadual deLondrina – UEL.

Resumo

As discussões constantes nesse artigo objetivam apresentar o processo de produção e constituição da especialidade científica identificada como climatologia geográfica a partir da análise de teses e dissertações produzidas em seis programas brasileiros de pós-graduação em Geografia, defendidas no período de 1944 a 2003, bem como contribuir para o debate acerca do papel desempenhado pelo fenômeno climático na ordenação dos espaços pela sociedade. Foi constatado que as orientações teórico-metodológicas propostas pelo professor Dr. Carlos Augusto de Figueiredo Monteiro propiciaram a formação de uma escola de climatologia geográfica brasileira, subsidiada na análise rítmica e episódica e no estudo do clima urbano, além de outros quatro eixos temáticos: variabilidade pluvial, o clima na análise ambiental e da paisagem, modelagem estatística em climatologia e teoria e método da climatologia. Mas, também, foi identificado que essa produção apresenta uma escassez de análises sobre as questões epistemológicas da Geografia, dificultando a apreensão da espacialidade do clima na composição das novas territorialidades.

Downloads

Publicado

2015-08-12

Como Citar

FABIANA ELY, D. A CLIMATOLOGIA PRODUZIDA NO INTERIOR DA CIÊNCIA GEOGRÁFICA BRASILEIRA: UMA ANÁLISE DE TESES E DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS EM PROGRAMAS DE PÓSGRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA. Terra Livre, [S. l.], v. 2, n. 29, 2015. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/terralivre/article/view/250. Acesso em: 21 abr. 2024.