Análises socioambientais em comunidades carentes

estudo de caso da ocupação irregular do bairro Varandas do Campo

Autores

  • Carlos Cesar Gonzalez Luna Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
  • Gislene Figueiredo Ortiz Porangaba UFMS - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul https://orcid.org/0000-0003-0796-2547
  • Lourdes Brazil dos Santos Argueta Centro de Educação Ambiental Genesis

Palavras-chave:

Ocupação clandestina, ; Segregação sócioespacial, Injustiça ambiental.

Resumo

O presente trabalho expõe resultado de um estudo sobre ocupação do solo urbano no bairro Varandas do Campo, localizado na região sul da cidade de Campo Grande/MS. Nesse viés, o trabalho teve como objetivo identificar os problemas socioambientais existentes no bairro. Para a realização desta pesquisa foram feitos trabalhos de campo com a realização de registros fotográficos e aplicação de questionário que incluiu questões para identificação do perfil socioeconômico, problemas de infraestrutura e socioambientais. A pesquisa demostrou vários problemas socioambientais, as injustiças ambientais e a falta de infraestrutura, destacando saneamento precário, lixos domiciliares, animais mortos descartados nas vias ou terrenos baldios, poluição hídrica e violência, colocando em risco a saúde da população local.Com o resultado obtido através das entrevistas foi constatado que, a maior parte dos entrevistados estavam desempregados ou trabalhando informalmente, e boa parte da população ainda possui o ensino fundamental incompleto.

Referências

ACSELRAD, H. Justiça Ambiental e a construção do risco social. Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 5, p. 49-60, 2002.

_____________. Conflitos Ambientais – A atualidade do objeto ACSELRAD, H. (org.). Conflitos Ambientais no Brasil. Rio de Janeiro: Relume Dumará: Fundação HeInrich Böll. 2004.

_____________. (Coord.). Justiça ambiental e cidadania. Rio de Janeiro: Relume Dumará: Fundação FORD, 2004.

ALVES, H. P. da F. Desigualdade ambiental no município de São Paulo: análise da exposição diferenciada de grupos sociais a situações de risco ambiental através do uso de metodologias de geoprocessamento. Revista Brasileira de Estudos Populacionais, São Paulo, v. 24, n. 2, jul-dez.,2007.

ALVES S. G.; SANTOS, S. L. Crescimento econômico, desigualdade e injustiças ambientais: um olhar crítico a partir do Complexo Industrial Portuário de Suape Gaia Scientia (2016). Edição Especial Seminário Integrador Prodema. Volume 10(3): 54-60.

BRAZIL,L. S. A. ; TOLEDO, S. E. O.; ZITACUARO, I. ; KUASSA P. A. K.; JORGE ; P. P. ; LUNA; C. C. G. Zonas de sacrifício e injustiças ambientais: uma reflexão sobre os impactos da pandemia. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v.7, n.7, p. 66431-66441 jul. 2021

BENTO, AFONSO. Desemprego, Pobreza e Exclusão Social. Trabalho de Fontes de Informação Sociológica. Faculdade de Economia Universidade de Coimbra. 2010.

BONDUKI, N.; ROLNIK, R. Periferia da Grande São Paulo: reprodução do espaço como expediente de reprodução da força de trabalho. In: MARICATO, E. (Org.). A produção capitalista da casa (e da cidade) do Brasil industrial. São Paulo: Alfa-Ômega, 1982.

BORELLI, ELIZABETH. Transformações Urbanas e Desigualdade Ambiental na Grande São Paulo. 2011. P. 1- 18. Área Temática: Ciências Sociais e Desenvolvimento. São Paulo, 2011.

DIMENSTEIN. G. O cidadão de papel. 2003 P .27. Os direitos da criança. São Paulo 2003

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2009

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GIRÃO, I. R. F.; RABELO , D. R.; ZANELLA , M. E. Análise teórica dos conceitos: Riscos Socioambientais, Vulnerabilidade e Suscetibilidade. REGNE, Vol. 4, Nº Especial (2018) (pag.71 a 83)

HOLANDA, ADRIANO. Questões sobre pesquisa qualitativa e pesquisa fenomenológica. – 2006, Lisboa.

HARPER, Douglas. Reimagining visual methods: Galileo to Neuromancer. In: DENZIN, Norman K.; LINCOLN, Yvonna S. (Eds.). Handbook of qualitative research. 2. ed. Londres: Sage Publications Inc. p. 717-732. 2000.

MARICATO, E. Metrópole na periferia do capitalismo: ilegalidade, desigualdade e violência. São Paulo, Hucitec, 1996.

MARICATO, E. Dimensões da Tragédia Urbana. Revista Com Ciência, São Paulo, março de 2002.Seção Cidades. Disponível em: <https://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/framereport.htm >. Acesso em: 18 de novembro de 2021

MENDONÇA, F. Riscos e vulnerabilidades socioambientais urbanos a contingência climática. Mercator, v 9, n.1, p.153-163, dez/2010

MICHEL, Maria Helena. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2015 [1. ed. 2005].

ONDUKI, N.; ROLNIK, R. Periferia da Grande São Paulo: reprodução do espaço como expediente de reprodução da força de trabalho. In: MARICATO, E. (Org.). A produção capitalista da casa (e da cidade) do Brasil industrial. São Paulo: Alfa-Ômega, 1982.

PORANGABA, G.F.O.; BACANI, V. M; MILANI, P.H. Risco e vulnerabilidade socioambiental urbana: análise comparativa entre os dados socioeconômicos e a temperatura superficial em três lagoas (MS). Brazilian Geographical Journal: Geosciences and Humanities research medium, Ituiutaba, v. 11, n. 2, p. 100-112, ago./dez. 2020. Página | 100

SARAVI, G. A. Mundos aislados: segregación urbana e desigualdad en la ciudad de México. Revista Eure, Vol. XXXIV, Nº 103, pp. 93-110, diciembre 2008

SOUZA, G. M.; ROMUALDO, S.S. Problemas Socioambientais nas Cidades Brasileiras: Um Estudo de Caso do Bairro Cascatinha. Juiz de Fora (MG). In: XIII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, 2009, Viçosa. A Geografia Física Aplicada e as Dinâmicas de Apropriação da Natureza, 2009. p. 287-287

SMOLKA, M. Meio ambiente e estrutura urbana. In: MARTINE, G. (Org.). População, meio ambiente e desenvolvimento: verdades e contradições. Campinas, Editora da Unicamp, 1993

SPÍNOLA, JULIANA LIMA; TEIXEIRA, CRISTINA; ANDRIGUETTO-FILHO, JOSÉ MILTON. Conflito territorial e (in)justiça ambiental: o caso da construção da Via Expressa Sul na Resex Marinha do Pirajubaé, Santa Catarina, Brasil. Sustentabilidade em Debate - Brasília, v. 9, n.2, p. 58-71, ago/2018

ROLNIK, R. Exclusão Territorial e Violência. São Paulo em Perspectiva, v. 13, n. 4, 1999.

VIEGAS, Rodrigo Nunes. Desigualdade Ambiental e “Zonas de Sacrifício”. . Rio de Janeiro: FASE/IPPUR, 2006.

Downloads

Publicado

14/09/2022

Como Citar

GONZALEZ LUNA, C. C.; GISLENE FIGUEIREDO ORTIZ PORANGABA; LOURDES BRAZIL DOS SANTOS ARGUETA. Análises socioambientais em comunidades carentes: estudo de caso da ocupação irregular do bairro Varandas do Campo. Terra Livre, [S. l.], v. 2, n. 57, p. 327–352, 2022. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/index.php/terralivre/article/view/2335. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos