De maçaranduba ao bairro industrial

a produção do espaço urbano e a luta pelo reconhecimento da comunidade tradicional da prainha do Bairro Industrial de Aracaju (SE)

Autores

Palavras-chave:

Espaço Urbano, Pescadores Artesanais, Resistências, Povos e Comunidades Tradicionais

Resumo

Nos últimos anos, na cidade de Aracaju, o avanço do capital projetou-se, principalmente, sobre a natureza, alijando os Povos e Comunidades Tradicionais (PCTs). No cenário de pequenos barcos de pesca exprimida pela urbanização, há uma comunidade que vive e faz parte da cultura do bairro industrial há mais de 40 anos. O principal objetivo do presente artigo visa analisar sobre a produção do espado urbano a partir da comunidade de pescadores ribeirinhos/ artesanais da prainha do bairro industrial Aracaju (SE). Como metodologia realizou-se um conjunto de levantamentos e verificação de dados junto a órgãos oficiais, revisão de Estudos e Relatórios de Impacto Ambiental e de Vizinhança (EIAs, RIMAs e RIVs), consulta a partir de leis municipal, estadual, revisão bibliográfica, registros fotográficos, etc. Assim, compreendemos que as especificidades são de acordo com as relações das centralidades constituídas nos lugares da cidade, das práticas vividas neste nível, das diferenças dadas pela constituição da identidade concreta dos sujeitos envolvidos numa luta de classes.

Referências

ARAÚJO, Hélio Mário de. O ambiente urbano: visões geográficas de Aracaju - Hélio Mário de Araújo (Org.) [et al.]. - São Cristóvão: Departamento de Geografia da UFS, 2006. 284p.: il.

BARRETO, Luiz Antônio. Pequeno dicionário prático de nomes e denominações de Aracaju. Aracaju: ITBEC/BANESE, 2002.

BRASIL, Sergipe. Plano diretor de desenvolvimento urbano de Aracaju. Disponível em: https://www.aracaju.se.gov.br/userfiles/seplan/arquivos/Plano_Diretor/Plandir_%20aprovado.pdf. Acesso em: 10.04.2021.

BRASIL, [Constituição (1988) ]. Constituição da República Federativa do Brasil [texto (tipo reduzido) ]: texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações adotadas pelas Emendas constitucionais n.º. 1/1992 a 88/2015, pelo Decreto legislativo nº 186/2008 e pelas Emendas constitucionais de revisão n.º. 1 a 6/1994. - 47. ed. - Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2015. 112 p. - (Série textos básicos; n. 115). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm Acesso em: 10.01.2020.

BRASIL, SERGIPE. Relatório de Impacto de Vizinhança (RIV). Aracaju: Secretaria de Meio Ambiente de Aracaju (SEMA), 2013. Disponível em: Acesso em: 07.12.2020.

CARLOS, Ana Fani Alessandri. A condição espacial / Ana Fani Alessandri Carlos. - 1. ed., 1ª reimpressão. - São Paulo: Contexto, 2015.

______________________ Crise Urbana / Ana Fani Alessandri Carlos. São Paulo: Contexto, 2015.

_______________________. SANTOS, César Simoni. ALVAREZ, Isabel Pinto. Geografia urbana crítica: teoria e método / organizado por Ana Fani Alessandri Carlos, César Simoni Santos e Isabel Pinto Alvarez. - São Paulo: Contexto, 2018. 160 p. (Metageografia).

________________________ CARLOS, Ana Fani Alessandri. SOUZA, Marcelo Lopes de. SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios/ Ana Fani Alessandri Carlos, Marcelo Lopes de Souza, Maria Encarnação Beltrão Sposito (organizadores). - 1. ed., 4ª reimpressão. - São Paulo: Contexto, 2016.

CABRAL, Mário. Roteiro de Aracaju: guia sentimental da cidade. Aracaju: Regina, 1948.

FONTES, Amando. Os Corumbás. 25ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2003.

FRANÇA, Vera Lúcia Alves França. FALCÓN, Maria Lúcia de Oliveira. Aracaju: 150 anos de vida urbana / organização de Vera Lúcia Alves França e Maria Lucia de Oliveira Falcón. – Aracaju: PMA/ SEPLAN, 2005. 236 P.: il., p & b., fotos. Obra publicada em comemoração aos 150 anos de Aracaju.

GRAÇA, Tereza Cristina Cerqueira da. De maçaranduba a industrial: história e memória de um lugar. Aracaju: Fundação Cultural Cidade de Aracaju (FUNCAJU), 2005.

HARVEY, David. Cidades Rebeldes: do direito à cidade à revolução urbana/ David Harvey; tradução Jefferson Camargo – São Paulo: Martins Fontes – Selo Martins, 2014.

____________. Condição Pós-Moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. / David Harvey; tradução Adail Ubirajara Sobral e Maria Stela Gonçalves - São Paulo: Edições Loyola, Jesuítas, 2017.

IBGE, – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico: 2010.

LEFEBVRE, Henri, 1901- 1991. O direito à cidade / Henri Lefebvre; Tradução: Rubens Eduardo Frias. São Paulo: Centauro, 2001.

LIMA, L.E.P. A memória rema contra a maré: Lembranças sobre a Degradação Ambiental da Praia do Aracaju. 2013. Dissertação (Mestrado) – UFS, São Cristóvão, Sergipe, 2013.

LISBOA, José Luiz Oliveira. Espaço - esporte cultura e arte popular uma intervenção urbanística no Bairro Industrial: Praça Almirante Amintas Jorge. Trabalho de conclusão de curso. Aracaju: UNIT, 2007.

MARX, Karl. 1818-1883 Miséria da filosofia/Karl Marx; tradução José Paulo Netto. – 1. Ed. – São Paulo: Boitempo, 2017. (Marx-Engels).

MARICATO, Ermínia. Para entender a crise urbana. / Ermínia Maricato. – 1. Ed. – São Paulo: Expressão Popular, 2015. 112 p.: il.

MARTINS, Daniel. Bairro Industrial vive conflito entre a história e o desenvolvimento, 2015. Disponível em: https://reveronline.com/2015/01/26/bairroindustrial-de-aracaju-e-o-conflito-entre-a-historia-e-o-desenvolvimento/ Acesso em: 15.03.2021.

MENDONÇA, Jouberto Uchôa de. Caminhos da capital: 150 motivos para viver nas ruas de Aracaju. Universidade Tiradentes – do ginasial ao superior: 50 anos de educação brasileira, Jouberto Uchôa de Mendonça: vida e experiência.

PORTO, F. de F. Alguns nomes antigos do Aracaju. Aracaju/SE, Gráfica e Editora J. Andrade Ltda., 2003.

ROMÃO, Frederico Lisboa. Na trama da história: o movimento operário de Sergipe – 1871 a 1935. Aracaju: Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju (SINDIPEMA), 2000.

SANTANA, Pedro Abelardo de. Aldeamentos indígenas em Sergipe colonial: subsídios para a investigação de Arqueologia Histórica / Pedro Abelardo de Santana; orientação de Francisco José Alves. – São Cristóvão, 2004. 116 p.: il. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Núcleo de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Sergipe.

SANTOS, Jorge Edson. A luta por habitação popular: a espacialização do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (MOTU). 2017. 170 f. Dissertação (mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.

SOUZA, Rosemeri Melo e. Território, planejamento e sustentabilidade: conceitos e práticas / Rosemeri Melo e Souza, organizadora. - São Cristóvão: Editora UFS, 2009. 234p.

SCARANTO, Sâmia Carolina Lima. Aracaju parque shopping: cultura e religião em espaço empresarial. Sâmia Carolina Lima Scaranto. Rooseman de Oliveira Silva. Arquitetura e Urbanismo Cadernos de Graduação ciências humanas e sociais. Ciências Humanas e Sociais | Aracaju | v. 5 | n.1 | p. 11-28 | outubro de 2018. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/cadernohumanas/article/view/5133 Acesso em: 11.03.2021.

Downloads

Publicado

14/09/2022

Como Citar

EDSON SANTOS, J.; ANTONINO, L. De maçaranduba ao bairro industrial: a produção do espaço urbano e a luta pelo reconhecimento da comunidade tradicional da prainha do Bairro Industrial de Aracaju (SE). Terra Livre, [S. l.], v. 2, n. 57, p. 585–614, 2022. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/index.php/terralivre/article/view/2282. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos