A questão indígena brasileira

análise Geo-Histórica e censitária

Autores

Palavras-chave:

Terra Indígena, Censo Indígena, Brasil, Roraima.

Resumo

Este manuscrito aborda a questão indigenista no Brasil, marcada por uma política em prol do “desenvolvimento” e “reconhecimento territorial”, bem como o surgimento de movimentos que legitimaram a luta pelas demarcações das terras indígenas em território brasileiro. Tem como objetivo alavancar reflexões e informações sobre as terras e as populações indígenas do território brasileiro sob a óptica da condição espaço-tempo conduzida pela luz do conhecimento geográfico e outras Ciências afins. A metodologia se pautou em pesquisas bibliográficas, com visitas a bibliotecas públicas (in loco) e virtuais (websites), além de visitas técnicas a órgãos governamentais, como: o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Fundação Nacional do Índio (FUNAI). Portanto, o manuscrito revela a questão indígena em diversos panoramas estatísticos e busca enveredar as mais diversas discussões no plano da política pública indigenista.

 

Referências

ARAÚJO, A. V. et. al. Povos indígenas e a lei dos “brancos”: o direito à diferença. Brasília: Ministério da Educação/SECAD/UNESCO, 2006.

BBC News. First Americans were Australian. London, 1999. Disponível em < http://news.bbc.co.uk/2/hi/sci/tech/430944.stm >. Acesso em 13.05.2016.

BETHONICO, M. B M. Gestão territorial em áreas indígenas: a contribuição da universidade. In: VAL, A. L.; MELO FILHO, A. A.; WANKLER, F. L. (Orgs.). Universidade, ciência e pesquisa na Amazônia: os desafios da produção intelectual. Boa Vista: Editora UFRR, 2012.

BIGIO, E. S. Linhas teleféricas e integração de povos indígenas: as estratégias políticas de Rondon (1889-1930). Brasília: CGDO/FUNAI, 2003.

BOWER, B. Disputed finds put humans in South America 22,000 years ago. Science News. Washington, DC, 2013.

CAMPOS, C. Diversidade socioambiental de Roraima: subsídio para debater o futuro sustentável da região. São Paulo: Instituto socioambiental, 2011.

CENTRO DE FORMAÇÃO DIOCESE DE RORAIMA - CIRD. Índios e brancos em Roraima. Coleção antropológica no. 02. Boa Vista: Centro de Informação DIOCESE de Roraima, 1992.

CIRINO, C. A.; FRANK, E. H. Des-territorialização e re-territorialização dos indígenas de Roraima: uma revisão crítica. In: BARBOSA, R. I.; MELO, V. F. Roraima: homem, ambiente e ecologia. Boa Vista: FEMACT, 2010.

CLAVAL, P. As abordagens de geografia cultural. In: Castro, I. E. et. al. (Org.). Explorações Geográficas. Rio de Janeiro: Bertran Brasil, 1997.

FALCÃO, M. T et. al. Práticas ambientais e meio ambiente: alguns apontamentos na comunidade indígena Boca da Mata – RR. In: SCARLATO, F. C. et. al. Amazônia: terra e água. Boa Vista: Editora da UFRR, 2012.

FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO – FUNAI. Legislação e jurisprudência indígenas. Brasília: MINTER, 1983.

________. Censo de 2010. Disponível em . Acesso em: 05. nov. 2014.

GAGLIARDI, J. M. O indígena e a República. São Paulo: HUCITEC: Editora da Universidade de São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, 1989.

[omitido para avaliação].

[omitido para avaliação].

[omitido para avaliação].

GALEANO, E. As veias abertas da América Latina. 14ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

GIBBONS, A. Grisly find suggests humans inhabited Arctic 45,000 years ago. Science Magazine. 14 de janeiro, 2016. Disponível em < http://www.sciencemag.org/news/2016/01/grisly-find-suggests-humans-inhabited-arctic-45000-years-ago >. Acesso em 13. mai. 2016.

HAESBAERT, R. Territórios alternativos. Niterói: EdUFF/Contexto, 2002.

HUNTINGTON, S. P. A terceira onda: a democratização no final do século XX. São Paulo: Ed. Ática, 1994.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Censo demográfico 2010: características gerais dos indígenas – resultados do universo. Rio de Janeiro: MPOG/IBGE, 2010.

________.Dados demográficos. Disponível em . Acesso em: 05 Mar. 2015.

KOCH-GRÜNBERG, T. Do Roraima ao Orinoco. São Paulo: Editora UNESP, 2006.

LIMA, A. C. S.; BARRETO FILHO. H. T. Antropologia e identificação: os antropólogos e a definição de terras indígenas no Brasil, 1977-2002. In: LIMA, A. C. S.; BARRETO FILHO, H. T. (Orgs.). Antropologia e identificação: os antropólogos e a definição de terras indígenas no Brasil (1977-2002). Rio de Janeiro: Contra capa livraria, 2005.

LIMA, M. G. L. O índio na mídia impressa em Roraima. 2001. 114 f. Dissertação (Mestrado em Multimeios do Instituto de Artes da UNICAMP), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.

MEIRA, S. A família linguística Caribe (Karíb). In: Revista de estudos e pesquisas. FUNAI, Brasília, Volume. 3, n. 1/2, jul/dez, 2006, p. 157-174.

MILLER, R. P et. al. Levantamento etnoambiental das terras indígenas do complexo MacuxiWapixana: Anaro, Barata/livramento, Boqueirão, Raimundão, Jacamim, Moskow, Muriru, Tabalascada e Raposa/Serra do Sol. Brasília: FUNAI/PPTAL/GTZ, 2008.

OLIVEIRA, H. Coletânea de leis, atos e memorias referentes ao indígena brasileiro. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1947.

OLIVEIRA, J. P.; FREIRE, C. A. R. A presença indígena na formação do Brasil. Brasília: MEC/UNESCO, 2006.

PERKINS, S. DNA study links indigenousBrazilianstoPolynesians. Nature Magazine. 2013. Disponível em < http://www.nature.com/news/dna-study-links-indigenous-brazilians-to-polynesians-1.12710 >. Acesso em 13 mai. 2016.

RAFFESTIN, J. C. Por uma Geografia do Poder. São Paulo: Ática, 1993.

RIBEIRO, D. O povo brasileiro: A formação e o sentido do Brasil. 2. ed. Curitiba: Companhia das letras, 1995.

RONDON, C. M. S. Relatório dos trabalhos realizados de 1900-1906 pela Comissão de Linhas Telegráficas do Estado de Mato Grosso. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1949.

RORAIMA. Guia turístico Roraima: ecológico, histórico e cultural. São Paulo: Empresa das Artes, 2009.

RORAIMA. Plano de estruturação do sistema de gerenciamento de recursos hídricos do Estado de Roraima. Boa Vista: FEMACT-RR, 2008.

SANTOS, M. Pensando o espaço do homem. São Paulo: Edusp, 2004.

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO - SEPLAN-RR. Panorama e vetores de desenvolvimento de Roraima: Volume IIII - turismo, meio ambiente, zoneamento e recursos naturais. Boa Vista: SEPLAN-RR, 2013.

________. Estado de Roraima: terras indígenas. Boa Vista: SEPLAN-RR, 2010.

SOUZA LIMA, A. C. “Sobre indigenismo, autoritarismo e nacionalidade: considerações sobre a constituição do discurso e da prática da ‘proteção fraternal’ no Brasil”. In: OLIVEIRA, J. P. (Org.). Sociedades indígenas e indigenismo no Brasil. Rio de Janeiro: Marco Zero: Ed. UFRJ, 1987.

VIEIRA, J. G. Missionários, fazendeiros e índios em Roraima: a disputa pela terra – 1777 a 1980. 2009. 235 f. Tese (Doutorado em História – Programa de Pós-Graduação em História), Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.

Downloads

Publicado

30/03/2022

Como Citar

GALDINO, L. K. A. A questão indígena brasileira: análise Geo-Histórica e censitária. Terra Livre, [S. l.], v. 1, n. 56, p. 493–517, 2022. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/index.php/terralivre/article/view/2233. Acesso em: 19 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos