A IDEOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA REESTRUTURAÇÃO TERRITORIAL DA CIDADE DE VOLTA REDONDA-RJ

Autores

  • Leandro Dias de Oliveira Professor Substituto do Departamento de Geografia da FFP/UERJ

Palavras-chave:

Desenvolvimento Sustentável, Volta Redonda, Reestruturação Territorial

Resumo

O Desenvolvimento Sustentável desponta atualmente como novo parâmetro de organização econômico-social para todos os países (centrais e periféricos) baseado na proposta de uso racional dos recursos naturais para a satisfação das necessidades das gerações presente e futura. É de acordo com esta concepção delineada no documento denominado “Nosso Futuro Comum” e consolidada no acordo internacional intitulado Agenda 21 que a cidade de Volta Redonda vem baseando um  recente processo de reestruturação territorial.Formada a partir de uma usina siderúrgica – a C.S.N. – esta cidade é marcada por forte segregação social e constantes problemas ambientais. O Desenvolvimento Sustentável apresenta-se como um potente discurso capaz de reunir inúmeros defensores na cidade (como a prefeitura  municipal, a C.S.N. recentemente privatizada e a sociedade civil) e fomentar a aparência de interesse comum. Destacamos o componente ideológico presente nesta concepção, que atende o ordenamento territorial hegemônico e de forma alguma serve como estratégia de transformação social.

Referências

ACSELRAD, Henri. Discursos da sustentabilidade urbana. In: Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais. ANPUR, nº1, maio, 1999, p. 79-90.

AGENDA 21. CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO. A Agenda 21. Brasília: Senado Federal, Subsecretaria de Edições Técnicas, 1996. 598 p.

BRUNDTLAND, Gro Harlem. COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO - 1988. Nosso Futuro Comum (Relatório Brundtland). Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1988. 430 p.

CANDIDO, Flávia Aparecida de Rezende Castro. Agenda 21 de Volta Redonda: Trabalho de Educação Ambiental em parceria com escolas do município, 2001. 36 f. Monografia (Especialização em Planejamento e Gestão Ambiental) – Coordenadoria dos Cursos Lato Sensu, Universidade Serverino Sombra, Vassouras / RJ, 2001.

CARVALHO, Pompeu F.; MAURO, Cláudio A.; COSTA, José L. R. A Questão Ambiental Demandando uma Nova Ordem Mundial. In: SOUZA, Maria Adélia A.; SANTOS, Milton; SCARLATO, Francisco C.; ARROYO, Mônica (orgs.). O Novo Mapa do Mundo. Natureza e Sociedade de Hoje: Uma Leitura Geográfica. São Paulo: HUCITEC, 1997, p. 111-118.

CHAUÍ, Marilena. O que é Ideologia (9.ª Edição). São Paulo: Editora Brasiliense, 1982. 127 p.

DIEGUES, A. C. O Mito Moderno da Natureza Intocada. São Paulo, HUCITEC, 1996.

EVASO, Alexander S. BITTENCOURT Jr., Clayton; VITIELLO, Márcio A.; NOGUEIRA, Sílvia M.; e RIBEIRO, Wagner C. Desenvolvimento Sustentável: Mito ou Realidade? In: Geografia, Política e Cidadania. Terra Livre, n.º 11-12. São Paulo: AGB, 1992, p. 91-101.

GONÇALVES, Carlos W. P. Os Limites do “Limites do Crescimento”: Contribuição ao Estudo da Relação Natureza e História, 1985. 133 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1985.

__________. A Invenção de Novas Geografias. In: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA – PPGEO. Território Territórios. Niterói / RJ, UFF/AGB, 2002, p. 257-283.

HARVEY, David. A Condição Pós-Moderna. São Paulo, Loyola, 1992. 349 p.

GRANDE, Luís Antônio Braga. Um Projeto de Sustentabilidade para Volta Redonda: Elaboração e Implementação da Agenda 21 Local, 1999. 43 f. Monografia (Especialização) – Departamento de Geografia e Meio Ambiente, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1999.

HOBSBAWN, Eric. A Era dos Extremos: O Breve Século XX: 1914-1991. São Paulo, Paz e Terra, 1995. 598 p.

LASK, Tomke Christiane. Ordem e Progresso: A Estrutura de Poder na "Cidade Operária" da Companhia Siderúrgica Nacional em Volta Redonda (1941-1964), 1991. 234 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1991.

LEMOS, Haroldo M. de. O Homem e o Meio Ambiente. In: FÓRUM UNIVERSIDADE E O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, Anais. Rio de Janeiro, Fundação MUDES, Universidade Federal Fluminense, 1991, p. 3-12.

LOMIENTO, Keitt Passos do N. Degradação e Preservação do Meio Ambiente: o caso da Companhia Siderúrgica Nacional, 2002. 140 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

LOPES, Alberto da Costa. A Aventura da Cidade Industrial de Tony Garnier em Volta Redonda, 1993. 235 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1993.

LOPES, José Sérgio Leite. A Ambientalização dos Conflitos em Volta Redonda. In: ACSELRAD, Henri (org.). Conflitos Ambientais no Brasil. Rio de Janeiro, Relume Dumará, 2004, p. 217-244.

MOREIRA, Ruy. O racional e o simbólico na Geografia. In: SOUZA, Maria Adélia A.; SANTOS, Milton; SCARLATO, Francisco C.; ARROYO, Mônica (orgs.). O Novo Mapa do Mundo. Natureza e Sociedade de Hoje: Uma Leitura Geográfica. São Paulo, HUCITEC, 1993, p. 46-55.

MOREIRA, Ruy. O Discurso do Avesso (E para a Crítica da Geografia que se Ensina). Rio de Janeiro, Dois Pontos, 1987.

MENDONÇA, Francisco. Geografia e Meio Ambiente (3.ª Edição). São Paulo: Contexto, 1988. 79 p.

MINC, Carlos. Como Fazer Movimento Ecológico e Defender a Natureza e as Liberdades. [Coleção Fazer – N.º 11]. Petrópolis: Editora Vozes, 1985. 100 p.

MOREL, Regina Lúcia de Moraes. A Ferro e Fogo: Construção e Crise da "Família Siderúrgica": O Caso De Volta Redonda (1941-1968), 1989. 506 f. Tese (Doutorado em Sociologia) – Departamento de Sociologia, Universidade de São Paulo, 1989.

SOUZA, Cláudia Virgínia Cabral de. Pelo espaço da cidade: Aspectos da Vida e do Conflito Urbano em Volta Redonda, 1992. 215 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional) –Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1992.

WIRTH, John D. A Política do Desenvolvimento na Era Vargas. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas, 1973. 216 p.

Downloads

Publicado

12/07/2021

Como Citar

Oliveira, L. D. de. (2021). A IDEOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA REESTRUTURAÇÃO TERRITORIAL DA CIDADE DE VOLTA REDONDA-RJ. Revista Fluminense De Geografia, 3(5). Recuperado de https://publicacoes.agb.org.br/index.php/revista-fluminense/article/view/2200

Edição

Seção

Artigos