[1]
S. F. de S. Barros, “Portos secos e a rede logística brasileira:: mediações teóricas sob a perspectiva dos processos escalares”, TL, vol. 1, nº 56, p. 56–85, mar. 2022.