Um lugar para a Geografia: contra as bases do ensino e da (de)formação docente

Autores

  • José Erimar dos Santos Universidade Federal Rural do Semiárido - UFERSA

Palavras-chave:

Geografia; Ensino; Currículo; Formação; Cidadania.

Resumo

O trabalho apresenta um panorama geral acerca da relevância da Geografia no contexto da ameaça de sua inexistência no âmbito das reformas educacionais dos últimos anos. Aborda aspectos estruturantes que qualificam o seu lugar como disciplina escolar e formação cidadã imprescindível. Envolve como base teórica contribuições de Milton Santos, Yves Lacoste, Pierre Mombeig, Lana Cavalcanti, Paulo Cesar da C. Gomes, dentre outros, fornecendo o referencial teórico da leitura e compreensão da necessidade do pensamento geográfico e da crítica às bases de (de)formação docente em voga no país com suas implicações destrutivas no campo da Geografia. Dentre os resultados, procura despertar para a necessidade do pensamento crítico, radical e contextualizante acerca das mudanças educacionais em voga com essas reformas, que, revestidas de terminologias inovadoras configuram-se de antigas pretensões em cuja gênese está o descentramento e a desconstrução de uma formação crítica, alinhadas às atuais mudanças no mundo do trabalho, ameaçando o futuro da Disciplina e Ciência Geográfica.

Referências

AGUIAR, M. A.; DOURADO, L. F. (Orgs.). A BNCC na contramão do PNE 2014-2024: avaliação e perspectivas. Recife: Biblioteca ANPAE, 2018. 59 p.

ANDRADE, M. C. de. Geografia, ciência da sociedade: uma introdução à análise do pensamento geográfico. 2. ed. Recife: Editora da UFPE, 2008. 244 p.

ANFOPE. I Encontro Nacional: reformulação dos cursos de preparação de recursos humanos para a educação. Belo Horizonte, novembro de 1983. 8 p.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO (ANPED). 2019. Uma Formação Formatada: posição da anped sobre o “texto referência - diretrizes curriculares nacionais e base nacional comum para a formação inicial e continuada de professores da educação básica ». Disponível em: https://www.anped.org.br/news/posicao-da-anped-sobre-texto-referencia-dcn-e-bncc-para-formacao-inicial-e-continuada-de. Acesso em 11 de ago. 2021.

ASSOCIAÇÃO DOS GEÓGRAFOS BRASILEIROS (AGB). Dialogar e resistir: porque dizemos não à nova Base Nacional Comum Curricular. 2017. Disponível em: http://files.agb-belohorizonte.webnode.com.br/200000459-cbeafcce42/DIALOGAR%20E%20RESISTIR.pdf. Acesso em 02 de jul. 2021. 15 p.

BALL, S. J. Educação Global S. A.: novas redes de políticas e o imaginário neoliberal. Trad.: Janete Bridon. Ponta Grossa, Brasil: UEPG, 2014. 270 p.

BRASIL. Lei nº 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Brasília, 1961. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4024.htm. Acesso em 04 de jul. 2021.

_____. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Secretaria de Educação Básica/MEC, 1997. 126 p.

_____. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/julho-2013-pdf/13677-diretrizes-educacao-basica-2013-pdf/file. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. Câmara dos Deputados. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Brasília, 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE (2014-2024) e dá outras providências.

_____. Lei nº 13.005, de 20 de 25 de junho de 2014. Brasília, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em 04 de jul. 2021.

_____. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2017. Versão Final. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 02 de jul. 2021. 596 p.

_____. Ministério da Educação. Edital de convocação 01/2017– CGPLI: Edital de convocação para o processo de inscrição e avaliação de obras didáticas para o Programa Nacional do Livro e do Material Didático – PNLD 2019. Brasília, 2019. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/programas/programas-do-livro/. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. Resolução CNE/CP nº 2, de 20 de dezembro de 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2019-pdf/135951-rcp002-19/file. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. BNC-formação: Resolução CNE/CP nº 1, de 27 de outubro de 2020. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/outubro-2020-pdf/164841-rcp001-20/file. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. Portaria nº 411, de 17 de junho de 2021. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-411-de-17-de-junho-de-2021-326511393. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. Portaria nº 412, de 17 de junho de 2021. Disponível em: https://abmes.org.br/legislacoes/detalhe/3559/portaria-mec-n-412. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. Edital nº 35, de 21 de junho de 2021 programa institucional de fomento e indução da inovação da formação inicial continuada de professores e diretores escolares. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/edital-n-35-de-21-de-junho-de-2021-327345162. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. CNE. Diretrizes Curriculares – Geografia. 2021. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/audiencias-e-consultas-publicas. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. CÂMARA DOS DEPUTADOS. COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO DE JUSTIÇA (CCJ). Projeto de Homeschooling. Disponível em: https://www.camara.leg.br/noticias/771015-ccj-aprova-projeto-que-permite-homeschooling. Acesso em 02 de jul. 2021.

_____. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Militarização das escolas – programa nacional das escolas cívico-militares. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/educacao-e-pesquisa/2020/12/divulgadas-regras-que-regulamentam-a-implantacao-das-escolas-civico-militares-em-2021. Acesso em 02 de jul. 2021.

CALLAI, H. C. A Formação do Profissional da Geografia. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2003. 168 p.

CALVINO, Í. Por que ler os clássicos. São Paulo: Companhia das Letras: 2007. 279 p.

CASTELLAR, S. M. V.; JULIASZ, P. C. S. Educação Geográfica e Pensamento Espacial: conceitos e representações. ACTA Geográfica, p. 160–178, 2017. Boa Vista, Edição Especial. Disponível em: https://revista.ufrr.br/actageo/article/view/4779. Acesso em 02 de jul. 2021.

CAVALCANTI, L. de S. O Ensino de Geografia na escola. Campinas (SP): Papirus, 2012. 208 p.

_____. Geografia, escola e construção de conhecimentos. 18. ed. Campinas (SP): Papirus, 2014. 192 p.

_____. Pensar pela Geografia: ensino e relevância social. Goiânia: C&A Alfa Comunicação, 2019. 232 p.

CHAUÍ. M. O que é ideologia. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 2008. 119 p.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, 2, 1990. p. 177-229.

CORRÊA, R. L. Espaço: um conceito-chave da Geografia. In: CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. 12. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2009. p. 15 – 35.

DUARTE, R. G. Educação geográfica, cartografia escolar e pensamento espacial no segundo segmento do Ensino Fundamental. Tese (Doutorado) — Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-10112016-135000/en.php. Acesso em 02 de jul. 2021.

FONSECA, F. P. A inflexibilidade do espaço cartográfico, uma questão para a geografia: análise das discussões sobre o papel da cartografia. Tese (Tese de Doutorado) — FFLCH/USP, São Paulo, 2004. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-09082010-130954/publico/2004_FernandaPadivesiFonseca.pdf. Acesso em 02 de jul. 2021.

FOUCAULT, M. A Ordem do Discurso. 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 1999. p. 79 p.

FREIRE, P. Ação Cultural para a Liberdade e outros escritos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981. 149 p.

_____. Carta de Paulo Freire aos Professores. Ensinar, aprender: leitura do mundo, leitura da palavra. Revista Estudos Avançados. vol. 15 nº. 42 São Paulo May/Aug. 2001. p. 259-268. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ea/v15n42/v15n42a13.pdf. Acesso em 16 de fev. 2021.

GIROUX, H. A. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997. 270 p.

GOMES, P. C. da C. Geografia e modernidade. 8. ed. Rio de Janeiro : Bertrand Brasil, 2010. 368 p.

_____. Quadros geográficos. Uma forma de ver, uma forma de pensar. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2017. 158 p.

GOODSON, I. Tornando-se uma matéria acadêmica: padrões de explicação e evolução. Teoria & Educação, 2, 1990. p. 230-254.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação. n° 1 jan./jun. 2001. p. 9-43.

LACOSTE, Y. A geografia: isso serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. 19. ed. Campinas/SP: Papirus, 2015. 240 p.

LESTEGÁS, F. R. Concebir la geografía escolar desde una nueva perspectiva: una disciplina al servicio de la cultura escolar. Boletín de la A.G.E. N.º 33, 2002. p. 173-186.

MACEDO, R. S. Atos de Currículo: uma incessante atividade etnometódica e fonte de análise de práticas curriculares. Revista Currículo sem Fronteiras, v. 13, n. 3, p. 427-435, set./dez. 2013. Disponível: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol13iss3articles/macedo.pdf. Acesso em 01 de jul. 2021.

MBEMBE, A. Necropolítica. Seguido de sobre el gobierno privado indirecto. España: Melusina, 2011. 120 p.

_____. Necropolítica. Arte & Ensaios. Revista do ppgav/eba/ufrj. n. 32. dezembro 2016. Disponível em https://revistas.ufrj.br/index.php/ae/article/view/8993. Acesso em 02 de jul. 2021.

MONBEIG, P.; AZEVEDO, A.; CARVALHO, M. da C. V. O ensino secundário da Geografia. Geografia. São Paulo: AGB, 1935.

MONBEIG, P. Papel e valor do ensino da Geografia e de sua pesquisa. IBGE – Conselho Nacional de Geografia. Rio de Janeiro, 1956. p. 5-27.

MORAES, A. C. R. Geografia: pequena história crítica. 20. ed. São Paulo: Annablume, 2005. 152 p.

MOREIRA, R. A Geografia serve para desvendar máscaras sociais. In.:_____. Pensar e ser Geografia: ensaios de história, epistemologia e ontologia do espaço geográfico. São Paulo: Contexto, 2007. 192 p.

NÓVOA, A. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. Revista Educacion. Madrid: 2009. Disponível em: http://www.revistaeducacion.educacion.es/re350/re350_09por.pdf Acesso em 22 jun. 2021.

_____. Devolver a formação de professores aos professores. Cadernos de Pesquisa em Educação - PPGE/UFES. Vitória, ES. a. 9, v. 18, n. 35, p. 11-22, jan./jun. 2012.

OLIVEIRA, A. U. (Org.). Para onde vai o ensino de geografia? 4. ed. São Paulo: Contexto, 1993. 144 p.

_____. Geografia e ensino: os parâmetros curriculares nacionais em discussão. In: CARLOS, A. F. A., OLIVEIRA, A. U. de. (Orgs.). Reformas no mundo da educação: parâmetros curriculares e Geografia. São Paulo: Contexto, 1999. p. 43-67.

RAMOS, M. N. Pedagogia das competências: autonomia ou adaptação? 3. ed. São Paulo: Cortez, 2006. 320 p.

SACRAMENTO, A. C. R. O currículo na construção do conhecimento geográfico: um estudo da ação docente de duas escolas estaduais de São Paulo. Dissertação (Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Educação) — Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, 2007. 291 p.

SANTOS, J. E. dos. O lugar da Geografia na BNCC e na Reforma do Ensino Médio: aprofundamento de deficientes cívicos. Anais... VII ENALIC; VII Encontro Nacional das Licenciaturas; VI Seminário do PIBID e I Seminário do Residência Pedagógica. Fortaleza/CE, 2018.

SANTOS, M. Os deficientes cívicos. In:_____. O país distorcido: o Brasil, a globalização e a cidadania. Organização, apresentação e notas de Wagner Costa Ribeiro. São Paulo: Publifolha, 2002. p. 149-152.

_____. O retorno do território. En: OSAL: Observatorio Social de América Latina. Año 6 no. 16 (jun. 2005). Buenos Aires : CLACSO, 2005. ISSN 1515-3282. Disponível em: http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/ar/libros/osal/osal16/D16Santos.pdf. Acesso em 27 de dez. 2012. p. 251-261.

_____. O espaço do cidadão. 7. ed. São Paulo: Edusp, 2007.

_____. Espaço e método. 5. ed. São Paulo: Edusp, 2008. (Coleção Milton Santos; 12). 120 p.

_____. Por uma Geografia Nova: da crítica da Geografia a uma Geografia Crítica. 6. ed. São Paulo: Edusp, 2008a. (Coleção Milton Santos; 2). 285 p.

_____. Técnica, espaço, tempo: globalização e meio técnico-científico-informacional. 5. ed. São Paulo: Edusp, 2008b. (Coleção Milton Santos; 11). 176 p.

_____. Por uma geografia nova: da crítica da geografia a uma geografia crítica. 6. ed. 1ª reimpr. São Paulo: Edusp, 2008c. (Coleção Milton Santos; 2). 285 p.

_____. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo. Razão e Emoção. 4. ed. São Paulo: Ed. Edusp, 2009. (Coleção Milton Santos; 1). 392 p.

_____. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Record, 2010. 176 p.

SAVIANI. D. O neoprodutivismo e suas variantes: neoescolanovismo, neoconstrutivismo, neotecnicismo (1991-2001). In:_____. História das ideias pedagógicas no Brasil. 4. ed. Campinas/SP: Autores Associados, 2013. (Coleção memória da educação). p. 425-442.

SILVEIRA, M. L. Um país, uma região: fim de século e modernidades na Argentina. São Paulo: APESP/LABOPLAN-USP. 1999b. 488 p.

TARDIF, M. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários. Elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas conseqüências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação. Jan/Fev/Mar/Abr 2000 Nº 13. Disponível em: http://www.ergonomia.ufpr.br/Metodologia/RBDE13_05_MAURICE_TARDIF.pdf. Acesso em 22 de jun. 2021. p. 5-24.

VYGOTSKY, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001. 496 p.

Downloads

Publicado

2022-03-30

Como Citar

SANTOS, J. E. dos. Um lugar para a Geografia: contra as bases do ensino e da (de)formação docente. Terra Livre, [S. l.], v. 1, n. 56, p. 329–369, 2022. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/terralivre/article/view/2211. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos