Fragmentação socioespacial em Cidades Médias: uma leitura através do consumo e da policentralidade

Autores

Resumo

Neste artigo, realizamos uma leitura da fragmentação socioespacial pelas lentes do consumo e da policentralidade, apresentando indicativos e evidências desse processo em quatro cidades médias: Londrina, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Dentre os resultados que serão apresentados, os indicativos e as evidências da lógica socioespacial fragmentária estão contidos em três direções principais, as quais podem ser vistas como intimamente conectadas: 1) A perda da hegemonia do centro principal como espaço de consumo de bens e de serviços, incluindo as práticas do lazer; 2) Práticas espaciais reveladoras de um consumo segmentado; 3) A policentralidade como reveladora da fragmentação socioespacial, sobretudo a partir do consumo e das práticas de lazer nos shopping centers, além da utilização dos supermercados e dos hipermercados para a realização destas práticas espaciais.

Palavras-chave: Produção do espaço urbano, consumo, policentralidade, fragmentação socioespacial.

Biografia do Autor

Alexandre Antonio Abate, Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Presidente Prudente - SP.

Possui Graduação em Geografia, Licenciatura (2017) e Bacharelado (2018), pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), câmpus de Presidente Prudente - SP. Atualmente, é estudante do Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Geografia nesta mesma instituição.  Atualmente, é bolsista de mestrado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). É integrante do Grupo de Pesquisa Produção do Espaço e Redefinições Regionais (GAsPERR) e da Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias (ReCiMe) desde 2016. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Urbana, atuando nos seguintes temas: cidades médias, produção do espaço urbano, fragmentação socioespacial, mobilidade e acessibilidade urbanas.

Downloads

Publicado

30/03/2022

Como Citar

ABATE, A. A. Fragmentação socioespacial em Cidades Médias: uma leitura através do consumo e da policentralidade. Terra Livre, [S. l.], v. 1, n. 56, p. 398–439, 2022. Disponível em: https://publicacoes.agb.org.br/index.php/terralivre/article/view/2120. Acesso em: 19 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos